Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

14.Jul.18

Ter um filho gay é falta de porrada

Estamos todos conscientes de que a homossexualidade é um problema crescente na nossa sociedade, certo? Socialistas vão dizer que a homossexualidade sempre existiu, até na Grécia antiga, e que as pessoas simplesmente não se revelavam ou viviam vidas inteiras reprimidas de forma a encaixarem nos padrões da sociedade. E faz sentido. O que me leva a concluir que ter um filho gay é falta de porrada em casa (obrigada bolsonaro).

 

 

 

Calma: não estou a dizer que levar porrada faz um menino gostar de meninas ou o contrário. Nada disso. Mas é facto que faz com que o menino que gosta de meninos tenha medo de o admitir e finja que gosta de meninas. Isto além de diminuir a % de homossexuais faz outra coisa extraordinária: aumenta a percentagem de homofóbicos, que são pessoas que sentem a responsabilidade de guiar a vida nos outros para o melhor caminho, que é o caminho que elas foram obrigadas a escolher, claro.

 

"Então estás a dizer que aqueles típicos machões que dizem ter nojo de rabichos ou aqueles que citam frases da Bíblia online para provar que o que os outros fazem com o cu deles está errado, são na verdade homossexuais reprimidos?" Exatamente. A origem da necessidade de ser fiscal do cu dos outros é porque alguém fiscalizou o cu deles mesmos. O que não tem nada de errado. É só para o bem da sociedade, claro. Eles não querem ir para o céu sozinhos. Tão boas pessoas que são.

 

 

"Ah mas pode não ser isso, as pessoas muito religiosas podem achar que é errado porque é que o está na Bíblia" Deixem-me dizer-vos uma coisa. Como pessoa que cresceu num meio muito religioso e teve uma educação cristã, há muitas coisas que eu sei sobre 90% dos católicos: só o são ao Domingo, na hora da missa e quando têm que bater a mão no peito ou tomar a óstia à frente da comunidade. Além disso, nunca leram a bíblia.

 

Isto leva a que, quando alguém diz que ser gay é errado porque está na Bíblia, se esqueça que fazer sexo antes do casamento também o é, assim como fazer a barba, tatuagens, comer carne de porco... Já me aconteceu confrontar um homofóbico com essa da carne de porco e ele chamar-me ignorante porque isso era só no islamismo. Se me dissesse que no novo testamento Jesus o permite... mas simplesmente não sabia e estava ali a dar uma de santo. Uma característica desses seres é que não percebem a sua própria ignorância... o mundo é que está errado, não eles.  

Mas atenção, não estou a dizer que a religião é má. Não é preciso cair na moda de dizer "sou ateu" para aceitar o próximo, o que aliás, é um dos mandamentos. 

 

"E o que é que uma criança vai dizer se vir dois homens a beijarem-se?" Este argumento leva-me a comentar outra caracteristica positiva dos homofóbicos: são muito preocupados com as crianças. Além de quererem que toda a gente vá para o céu, sentem-se na obrigação de proteger a infância dos miúdos que podem ficar chocadíssimos e traumatizados e correm até o risco de imitarem o comportamento errado e irem para o Inferno. 

 

No entanto, deixem-me dizer-vos que as crianças são muito mais mente aberta que os adultos e aceitam aquilo que a educação que tiverem em casa os leve a aceitar. Além disso, há muitos padres que só revelam o seus segredos mais obscuros aos mais pequenos. 

 

Outra coisa que é curiosa é que a homossexualidade nos homens é mais condenável do que a homossexualidade nas mulheres. Tenho que admitir que deve ser das poucas coisas em que compensa ser mulher no mundo. Mas se assim é, é porque deve estar na Bíblia que ainda não li, mas que vou lendo online através das passagens que convêm para o momento, tal como todas as pessoas que usam a Bíblia para argumentar.

 

Portanto, para todos os "fiscáis de cu" que lerem este post: admitam que a sociedade está perdida e deixem-se ir para o céu sozinhos. Já agora, parem lá dizer que o que os rabichos fazem é nojento e errado quando todos nós sabemos que no fundo era o que vocês gostariam de estar a fazer, se não estivessem preocupados a viver uma vida de fachada, a comerem o que não gostam.

 

Para a população em geral, percebam que estava a ser irónica na parte de dar porrada em casa. A violência só resulta na estrada (post anterior). Pousem lá o cinto, se faz favor.

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post