Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

09.Jul.18

Tipo de estudantes universitários

Ora bem meus amigos, voltei para azucrinar o juízo à maioria.

Como bem sei, na próxima quinta feira irá iniciar-se o prazo das candidaturas à universidade. Pois é... é aquela altura do ano em que metem putos de 17/18 anos a fazerem uma escolha que os vai afetar para a vida toda… ou não, o que interessa é ter canudo. Mas para aqueles que já sabem o que querem e para onde vão, decidi fazer um pequeno apanhado do tipo de espécimes com quem vão ter que lidar durante aqueles que serão os melhores anos das suas vidas.

Para os que, como eu, já conhecem bem o meio, fica o desafio de se identificarem ou identificarem os vossos queridos “amigos” na classificação. Fiquem então com:.

 

Tipos de estudantes Universitários:

 

Paraquedista

Como o nome indica, além de radical, este estudante atirou-se em queda-livre para a universidade. Sabe perfeitamente de onde veio, mas não sabe o porquê, nem como foi ali parar. É o típico estudante que diz “odeio químicas” mas que se mete em Química Medicinal, ou então o “não consigo ver sangue”, mas vai para enfermagem porque era para o que a média dava. E convenhamos que dizer “sou enfermeiro” até nem fica mal… em Londres.

 

Queimadão 

Este estudante pode considerar-se como sendo um irmão próximo do “paraquedista”. Também este não sabe o porquê de ali estar, mas e então? O que interessa para onde ir? Para quê viver o futuro, quando ainda nem vivemos o presente? Propinas? Guardo todas e um dia construo uma dívida.

Ainda no moca eterna, temos uma pequena variante. Que é indivíduo normal, mas que só lida com a época de exames ao estilo Bob Marley. E lida muito bem, posso garantir, o que é surpreendente. Um speedzito e a matéria está no papo para o dia seguinte. Quem julga?

 

Tachista

Este estudante sabe muito bem o que quer e o que fazer para o conseguir. Tirar o curso não é a sua maior prioridade… nem sei se é sequer um objetivo, mas o dinheiro que os papás deixam nas propinas compensa para o curso intensivo e prático de “Dr tacho” que estão a tirar. Com essa formação precisam de quê mais?

Com 4 cadeiras feitas no último ano, este estudante só precisa de “mais um ano” para acabar. Pelo menos é o que os pais pensam. Este tipo é facilmente detetado com o “Presidente de não sei o que na Faculdade de Direito da Universidade X”. Citei direito só porque sim.

 

 

Turista

Neste tipo, temos aquele individuo que conhece mais cidades que o Dr. Marcelo. Já passou por várias universidades do norte ao sul do país e não pretende parar tão cedo. O céu é o limite para este estudante e o salário mínimo também. (Como para 90% de todos nós)

 

 

Lambe-botas

Este nome, por si só, diz tudo. Não precisamos de ir para a universidade para lidar com este tipo de pessoas… mas acreditem que à medida que avançamos as coisas vão-se tornando um pouco mais literais e hardcore. Fico-me por aqui.

 

 

Gustavo Santos

Este, normalemente, ativa o “modo” quando está embriagado. É aquele estudante que já passou por muito, teve uma vida muito complicada, mas que agora encontrou o seu “verdadeiro eu” e sabe o que quer. Também tem um gostinho pessoal e um talento em dar conselhos aos amigos para que também eles se encontrem, quando quem na maioria das vezes precisa de ajuda para encontrar a própria casa é ele mesmo.

 

 

Religioso

Nesta categoria já todos nós nos encaixamos alguma vez durante o nosso percurso. Eu muitas vezes, admito. Aquele 10 a química-física só mesmo por milagre... E para os amigos do secundário que são bué fixes e se dizem ateus, mas que ainda assim andam na catequese, o meu conselho é esperarem pelo natal antes de desistirem. É vê-los na missa de velinha e sebenta na mão com a oração toda sabida... mas a matéria não.

 

 

Aparição

Este é aquele sujeito que conhecem na praxe e nunca mais o vêm. Tirando em dias de festa, quando o pessoal se reúne em plena faculdade para celebrar o dia da prova final. Depois isso é até uma próxima… que se bem conheço o sistema, é 2 dias depois.

 

Tunante

Tenho um especial carinho por este. Trabalhadores, talentosos, dedicados e sérios. Com uma promessa de um futuro brilhante. Um exemplo para todos. Daí que eu o siga.

 

 

Pedinchas

Ir às aulas é uma seca, mas a verdade é que até podem dar jeito de vez em quando. Os professores levam à letra a estética dos slides, e todos sabemos que a matéria não fica lá muito bem enquadrada. No entanto, a ciência já provou que levantar cedo equivale a uma tortura e nem todos nós apreciamos sadomasoquismo. A solução passa por pedir, à cara podre, assinaturas falsificadas nas aulas e apontamentos a quem levanta o cu cedo para aparecer. Só dá quem quer, ninguém é obrigado.

 

Este último tipo leva-me a falar da minha categoria favorita: OS HERÓIS

Este tipo é muito raro na universidade, mas muito valorizavel. Quem nunca precisou de uma mãozinha para aquela cadeira? Ou da chave-mestra para o 10?  Se encontrarem um destes guardem-no muito bem guardado, porque vão precisar e não se encontram amigos em qualquer esquina. Quem já cá anda, sabe do que falo. Quem está para entrar que se prepare. "Espírito de manada" só no primeiro ano, meus queridos... depois é salve-se quem puder e que se foda a maioria.