Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

Não, mas agora a sério...

Estava a gozar.

15.Mar.19

Estar em relações abusivas é como fumar

agoraéasério
Hoje em dia, tolerar atitudes de merda do namorado/a é como fumar: é estúpido. Para ambas as coisas há imensa informação: só fuma quem quer. Os fumadores sabem bem os malefícios do fumo do tabaco antes de pegarem num cigarro pela primeira vez. A partir daí, fazem uma escolha informada.    Tal como acontece com as meninas e meninos que, em pleno século XXI, detetam os sinais de violência no namoro e, ainda assim, decidem continuar com alguém que claramente tem traços de (...)
26.Dez.18

Desafio rápido:

agoraéasério
Bem, como já não punha aqui as patinhas há algum tempo, visto que a faculdade não me permite sequer fazer refeições equilibradas sem que me sinta culpada por perder tempo a lavar alface, e porque agora e finalmente estou de férias, venho por este meio demonstrar toda a minha revolta contra aquele filho de uma grande ègua, cabrão, javardo, monte de merda que decidiu em grande velocidade ficar com o lugar para o qual eu tanto esperei estar livre. Alguns segundos bastaram para que o (...)
27.Nov.18

"As pessoas que se suicidam deviam morrer"

agoraéasério
Já dizia Álvaro de Campos: "se te queres matar, mata-te!"     Morrer não é uma escolha, está na moda. É verdade e todos sabemos que ninguém escolheu usar calças à boca de sino.  Estou aqui a dar uma de fashion police da vida e posso dizer que a auto-morte é uma tendência do século XXI. O que não admira. O mundo está louco com a confusão das sexualidades e das mulheres a querer ganhar tanto como os homens, assim como com as pessoas que se preocupam com os sentimentos dos (...)
24.Ago.18

A problemática do livre acesso à Internet

agoraéasério
 A Internet não é para todos. Mas, o triste é que é. Qualquer puto, qualquer rebarbado, qualquer ignorante tem acesso a esta ferramenta que tem tanto de útil como de perigosa, e eu acho sinceramente que, sendo nós seres inteligentes, isso deveria ser mudado.    Depois de uma pesquisa rápida sem resultados fidedignos, eu imagino que, após a invenção do carro, não foram criadas desde logo as cartas de condução. Naquela altura, toda a gente (que tivesse pila e dinheiro) (...)
14.Ago.18

Um quadrado preto em memória de alguém

agoraéasério
Um dia destes estava a fazer um scroll down no facebook quando me deparei com fotos de perfil que se assemelham com um trágico quadrado preto. Outras diziam ainda "luto" ou "saudade eterna". Duplamente trágico. E isto fez-me pensar: qual é a necessidade?   Decidi investigar a questão mais a fundo, que é como quem diz, continuar o sroll, e percebi que, estas pessoas, além de mudarem a foto de perfil para um símbolo que se assemelha com um laço, também publicam textos fofinhos (...)
13.Ago.18

Não acreditar em Deus é que é

agoraéasério
A definição de ateísmo é a negação categórica de alguma forma de divindade (vi na previsualização de um site qualquer que nem sequer me dei ao trabalho de abrir). No entanto eu acho que esta deveria ser reescrita: ser ateu é não acreditar em nada, é defender com unhas e dentes que não existe nada. É lutar para que todas as pessoas acreditem no nada. É ridicularizar todos os outros. É matar quem acredita em alguma coisa. Ok, estou a exagerar. Mas é azucrinar o juízo a quem (...)
09.Ago.18

"The Incredibles" 14 anos depois...

agoraéasério
 O primeiro "Incredibles" saiu em 2004. Feitas as contas assim muito rapidamente... tinha 8 anos. Bué anos depois decidem lançar o segundo. "Ridículo" podem dizer... mas no fundo nem foi mau.   Lançar filmes de bonecada e, ainda por cima, de heróis, atrai muita pequenada. Assim, ao sair um de heróis e que tem o "2", obriga a que os miúdos mais novos que desconheciam a obra fossem a correr ver o primeiro. Isto aumenta vendas, de alguma forma. Por outro lado, lançar a continuação (...)
06.Ago.18

Férias na Madeira

agoraéasério
Esta é aquela altura do ano em que vejo o instragam cheio de fotos dos momentos mais brilhantes da vida dos jovens: as férias pagas às custas dos pais.   Eles/as vão a hoteis, vão a discotecas, vão passar semanas ao Algarve, tudo.... e muitos deles/as são de fazer isto o ano inteiro. É uma festa, qual crise qual quê. Dizem que o país está em crise, mas a geringonça funcionou tão bem que o pessoal ficou todo rico de uma vez. Ou então sou eu, que tenho contactos acima do meu (...)
06.Ago.18

"Acho que devias conhecer os meus pais"

agoraéasério
Quem é que já teve pesadelos com este problema, han? Quem é que se engasga a beber água quando o boy sugere que vá conhecer a mãezinha que ele tanto adora? Quem é que pesquisa o signo da mesma? Toda a gente. Quem é que já chorou no chão do quarto, em posição fetal que nem autista, porque não sabe se deve levar o boy a casa, visto que, há uma caçadeira atrás da porta? Alguém? Eu também não... ok, talvez uma vez.   Quem é que namora com um lisboeta que ainda por cima é (...)
01.Ago.18

Je sui huile d'olive

agoraéasério
Estamos no primeiro dia de Agosto e a cidade de Viseu já tem outro movimento. Nela já se vêem os senhores emigrantes bem montados nos seus BMWs, audis, seats todos quitados ou carros cuja a marca desconheço, mas que têm aquela forma de carro bom e fazem brum brum a 50 km/h no túnel (a esta velocidade porque têm lentos à frente), a maioria deles alugados e com o símbolo da federação portuguesa de futebol no vidro. E qual é o problema? Destes todos apenas um. Os BMW portugueses (...)